Engenharia reversa e impressão 3D: veja como otimizar sua produção

A engenharia reversa está muito presente nos dias atuais e pode te ajudar a repensar e melhorar produtos e processos. Essa prática também é utilizada para desenvolver novos objetos a partir da análise e estudo.

Entre as empresas e profissionais que utilizam a engenharia reversa, uma nova ferramenta tem se mostrado de grande serventia: as impressoras 3D. Elas ajudam a criar os objetos e permitir alterações e testes importantes.

Então, para que você entenda melhor a relação entre a impressão 3D e a engenharia reversa nós preparamos este conteúdo. Confira!

O que é Engenharia Reversa?

Engenharia reversa é um método de estudo e aprendizado a partir de um objeto ou processo. Na indústria essa prática é muito comum para encontrar pontos de melhoria ou até mesmo analisar itens da concorrência.

Esse método não deve ser confundido com a cópia de algo já criado. Muitos desenvolvimentos partiram da engenharia reversa, mesmo com objetos completamente diferentes daqueles que foram analisados.

O processo pode ser aplicado a diferentes coisas, desde eletrônicos até códigos de programação.

Engenharia reversa e impressão 3D: como economizar e otimizar seus processos?

Existem muitas vantagens quando associamos o uso da impressão 3D à engenharia reversa. Eles podem melhorar muito o desenvolvimento e prototipagem do objeto, o que resulta no aprimoramento do produto final.

Imagine que você está analisando um produto fabricado pela sua empresa ou mesmo por um concorrente, afim de encontrar possíveis melhorias. A partir da análise das peças você pode propor alterações, seja para otimizar peso, custo ou até facilitar a montagem.

Nessa etapa a impressão 3D é uma grande aliada, uma vez que os protótipos podem ser impressos, testados e validados. Sem a impressora a criação dos protótipos seria dificultada, se tornando mais cara e demorada.

Outra ferramenta interessante e que pode ser usada é o scanner 3D. Com a leitura do objeto e obtenção do modelo 3D você pode recriar as peças ou fazer alterações diretamente no arquivo original.

Como tornar o processo de prototipagem mais rápido?

O processo de produção aditiva (impressão 3D) lhe dará a possibilidade de fazer ajustes rápidos e preciso nos modelos 3D e produzi-los rapidamente. Você tem a possibilidade de variar os detalhes da peça, material, cor, tecnologia, formato etc.

Utilizando a engenharia reversa você analisará profundamente o objeto descobrindo os métodos e técnicas por trás dele. Assim, esse conhecimento o ajudará a entender como fazer as modificações e aprimoramentos necessários. Como você já sabe, a digitalização e modelagem 3D permitem criar a versão digital do objeto, editá-lo e testá-lo.

O próximo passo é realmente imprimir os protótipos. Graças à ampla gama de tecnologias, o processo de manufatura aditiva permitirá a produção mais rápida, eficiente e econômica.

Portanto, vimos que a impressão 3D é uma grande aliada da engenharia reversa. O estudo de algo já criado é fundamental e pode ser estendido para muitos campos, seja com produtos, códigos de programação e outros. As impressoras ajudam a maximizar os resultados e entregar novas possibilidades.

Então, se você trabalha com engenharia reversa e ainda não utiliza uma impressora 3D, não perca mais tempo. Preencha o formulário abaixo e um de nossos especialistas entrará em contato para entender a sua necessidade e lhe direcionar para a impressora mais apropriada.

Fonte: https://3dlab.com.br/engenharia-reversa-e-impressao-3d

Compartilhar

×